Como comprar o carro dos sonhos sem que isso vire um pesadelo

Como comprar o carro dos sonhos sem que isso vire um pesadelo

Você já deve ter ouvido falar que todo brasileiro é apaixonado por carros, talvez você seja um deles, como eu e muitos outros brasileiros que contava os anos, os dias e as horas para completar 18 anos, tirar a carteira de habilitação e começar a dirigir.

Agora, você é dono do próprio nariz e precisa pagar todas as despesas que vem junto com o carro, e o blog Investir & Ganhar Dinheiro vai te mostrar o caminho ideal para uma decisão de compra saudável financeiramente, sabendo exatamente o quanto você precisa ganhar para comprar o carro dos sonhos.

Nós sabemos a paixão por carros tem um preço e para te ajudar a calcular o real custo de um determinado automóvel, escrevemos este artigo para te ajudar a conquistar o seu maior sonho o mais rápido possível e alerta-lo caso esteja fazendo da forma errada, financeiramente.

A indústria automobilística brasileira com o passar do tempo

Mergulhando um pouco na história da indústria automobilística brasileira, percebemos que a realidade antes de 1950 era muito diferente dos dias de hoje. A frota de carros que circulava no Brasil nessa época nada mais era do que os carros velhos que foram importados da Europa e dos Estados Unidos.

Foi um desafio muito grande melhorar a qualidade do transporte no Brasil, e os presidentes Getúlio Vargas e Juscelino Kubitschek tomaram medidas importantes para o nascimento e crescimento da indústria automobilística no Brasil.

 

 

 

No início dos anos 70 tínhamos 4 marcas de carro que dominavam o mercado brasileiro como um todo, lembra-se delas? VW, GM, Fiat e Ford. Lembro que essas quatro marcas eram o principal argumento de publicidade usado pelo meu pai em sua oficina mecânica na época, destacando que era especializado nessas quatro marcas de carro, ou seja, todas.

O tempo foi passando e a partir dos anos 90, depois que a indústria automobilística brasileira já havia criado corpo, o governo incentiva novamente a importação de veículos, abrindo o mercado para novas marcas, estimulando a concorrência e multiplicando cada vez mais o numero de carros no Brasil.

Meu pai teve que tirar o logotipo daquelas 4 principais marcas que dominavam o mercado da parede da oficina, pois ficaria muito limitado. Hoje existe mais de 20 empresas competindo no mercado brasileiro e os carros foram ficando mais modernos e acessíveis à população, acessíveis quanto ao crédito, pois o preço nunca foi barato, nem perto disso.

Vou falar sobre o preço alto dos automóveis no Brasil e te mostrar quanto precisa ganhar para comprar o carro dos sonhos, mas antes é importante discutir sobre a tal paixão dos brasileiros por carros.

Todo brasileiro é apaixonado por carro

A principal função do carro é transportar o passageiro de um lugar para outro, mas o fato de uma pessoa ser vista com um bom carro, é sinônimo de status para a sociedade, as pessoas cultivam a imagem de bem-sucedido pelo carro que anda.

Brasileiro gosta tanto de carro que paga muito mais caro do que o veiculo realmente vale. Muitos acreditam que o valor alto dos impostos é o principal fator que influencia no preço de um automóvel no Brasil, mas não é, as montadoras brasileiras lucram 3 vezes mais do que nos demais países onde atuam, e o brasileiro continua comprando fervorosamente com a facilidade do crédito e o aumento da renda.

A crise política e econômica do Brasil desacelerou a venda de alguns seguimentos de veículos, mas não vemos nenhuma perspectiva de diminuição da margem de lucro das montadoras aqui instaladas, elas são as queridinhas do governo. O que estamos vendo é exatamente o contrário, aumento constante dos preços.

Como essa questão do carro vem de berço, moldamos nossos sonhos desde criança basicamente em torno de um carro, e quando a aquisição de um bem de consumo torna-se mais emocional do que racional começa um grande problema muito difícil de resolver, abrir mão do carro dos sonhos não é uma tarefa fácil.

Mas esse é um site de educação financeira e por que eu estou falando sobre carros e sonhos? Pois esse pode ser um dos principais fatores que está te deixando mais pobre enquanto você acha que evoluiu financeiramente por comprar aquele carro maravilhoso e não levar em consideração quanto precisa ganhar para comprar o carro dos sonhos.

Neste artigo vamos abordar todos os custos envolvidos na compra e utilização de um veículo próprio e vamos comparar com outras formas de se locomover para te ajudar a ficar rico mais rápido e poder realizar o seu maior sonho de comprar um carro de luxo sem afetar as suas finanças.

A partir do momento que você entender que carro não é um ativo e sim um passivo, você vai ver que o preço do seu sonho pode ser muito mais alto do que você imagina. Vamos exemplificar com números alguns dos carros mais comprados pelos brasileiros e mostrar o significado de cada tipo de gasto.

Preço do Carro

O preço pago pelo carro é o custo mais alto que temos, também é o mais observado, a maioria das pessoas só leva em consideração o preço do carro propriamente dito na hora de tomar uma decisão de compra, por esse motivo acaba exclamando a seguinte frase: “carro é uma família”.

Depreciação

Houve uma época em que os carros se valorizavam mais do que a caderneta de poupança, o dólar, o ouro e muitos outros ativos, você comprava um carro por determinado valor e passado algum tempo o seu preço estava maior do que foi pago anteriormente, estranho não é? Sim, muito. Isso aconteceu na década de 80 e 90 e o cenário atual é totalmente diferente.

Atualmente, você compra um carro zero km e não consegue vender pelo mesmo preço que pagou ao tira-lo da concessionária, mesmo se ele estiver em perfeitas condições. Esse é só um exemplo pratico sobre a depreciação. Mas essa desvalorização é medida anualmente e muitos não levam em consideração no momento da compra, conforme mencionei anteriormente.

Na imagem abaixo observamos o preço de um carro de luxo 0 km na tabela FIPE comparado ao mesmo carro, do mesmo ano, porém não é 0 km. Houve uma desvalorização de R$ 17.376,00 sem mesmo virar o ano, isso representa 10% de desvalorização somente por tirar da concessionária.

A depreciação é um custo que precisa ser calculado juntamente com os demais gastos do veículo no decorrer do ano, você não desembolsa o valor que seu carro se desvalorizou no final do ano, mas o valor do seu patrimônio diminuiu e quando você for vender o carro perceberá que o valor está muito abaixo do valor pago.

Veja a seguir os carros que menos se desvalorizaram e na sequencia os carros que mais se desvalorizaram, essas duas tabelas podem te auxiliar muito na tomada de decisão de compra, onde você perder menos dinheiro ao comprar um carro com taxa de depreciação menor.

Carros com baixa depreciação

1  Chevrolet Onix  7,6%
2  Hyundai HB20  8,0%
3  Ford Fiesta  8,1%
4  Renault Sandero  8,2%
5  Volkswagen up!  8,3%
6  Fiat Palio  8,4%
7  Fiat Punto  8,4%
8  Toyota Etios  8,5%
9  Volkswagen Fox  8,8%
10  Fiat Palio Fire  8,9%
11  Ford Ka  8,9%
12  Volkswagen Gol  9,0%
13  Hyundai HB20S  9,1%
14  Peugeot 208  9,4%
15  Fiat Uno  9,5%
16  Fiat Strada  9,6%
17  Citroën C3  9,7%
18  Ford Ka+  9,9%
19  Volkswagen Golf  10,0%
20  Chevrolet Prisma  10,2%

 Carros com alta depreciação

1  JAC J6  23,1%
2  Kia Cadenza  21,9%
3  JAC J2  21,7%
4  JAC J3 Turin  21,6%
5  JAC J5  21,4%
6  Citroën C4 Picasso  20,9%
7  JAC J3 20,2%
8  Kia Optima 19,8%
9  Chrysler 300C 18,9%
10  Subaru XV  18,9%
11  Nissan Altima 18,8%
12  Kia Mohave  18,5%
13  BMW Z4 18,1%
14  Chrysler Town & Country  18,0%
15  Audi A6 17,9%
16  Kia Quoris  17,9%
17  Audi TT Roadster  17,5%
18  Chery Tiggo  17,5%
19  Subaru Forester 17,4%
20  BMW Série 5  17,2%

IPVA

O IPVA é o imposto sobre a propriedade de veículos automotores, é cobrado anualmente e sua alíquota varia de um estado para outro. Neste artigo vamos considerar um percentual de 3% na cobrança, visto que alguns estados cobram mais e outros cobram menos. Metade de todo valor arrecadado do IPVA é destinado ao município onde o veículo foi licenciado.

Alguns estados estão adotando o sistema de CPF na nota, onde algumas compras realizadas informando o CPF geram créditos que pode ser transferido para sua conta corrente ou pode ser abatido no IPVA.

Efetuei um abatimento no valor de R$ 133,72 este ano, e agora que comprovei que o programa do governo estadual realmente funciona vou ficar atento. As compras que mais geram créditos são calçados, roupas, joias, materiais esportivos e brinquedos, portanto, se você não tem medo do leão é uma ótima oportunidade de reduzir o valor pago no IPVA.

Abaixo está relacionado as alíquotas de IPVA de cada estado, confira:

Região Sul

Santa Catarina  2%
Rio Grande do Sul  3%
Paraná  3,5%

Região Sudeste

Espírito Santo  2%
São Paulo  3% e 4%
Rio de Janeiro  4%
Minas Gerais  4%

Região Nordeste

Sergipe  2%
Paraíba  2%
Alagoas  2,5%
Pernambuco  2,5%
Rio Grande do Norte  2,5%
Ceará  2,5%
Piauí  2,5%
Maranhão  2,5%
Bahia  2,5% e 3,5%

Região Norte

Acre  2%
Tocantins  2%
Pará  2,5%
Amapá  3%
Amazonas  3%
Roraima  3%
Rondônia  3%

Região Centro-Oeste

Mato Grosso do Sul  2,5%
Goiás  2,5 e 3,75%
Mato Grosso  3%
Distrito Federal  3%

Agora que você já sabe o que é o IPVA e quanto vai precisar pagar em cada estado, é hora de avaliar muito bem o carro que está comprando e colocar esse custo em seu orçamento, evite pagar de forma parcelada para não perder o “desconto” concedido pelo governo.

Seguro obrigatório – DPVAT

O seguro obrigatório, chamado de DPVAT cobre casos de morte, invalidez permanente, ou despesas com assistência médica e suplementar por lesões de menor gravidade causadas por acidentes de transito. O valor da taxa para o ano de 2017 é de R$ 63,69, houve uma redução no seu valor, pois diminuiu o numero de indenizações pagas nos últimos anos.

Indenizações DPVAT

  • Morte = R$ 13.500,00
  • Invalidez Permanente = R$ 13.500,00
  • Despesas Médicas = R$ 2.700,00

Licenciamento

O Licenciamento é uma taxa cobrada para permitir que seu veículo circule no país. É o pagamento desta taxa que vai fazer com que você receba pelo correio o documento do seu veículo atualizado anualmente. O valor varia de um estado para outro, vamos considerar um valor médio de R$ 100,00 em nossa conta.

Manutenção

Se tratando em custos de manutenção, podemos dividir em duas categorias, a manutenção preventiva e a manutenção corretiva. Para que você tenha um melhor desempenho do seu veículo, bem como minimizar os custos é recomendável efetuar a manutenção preventiva do seu veículo para não precisar apelar para a manutenção corretiva.

Se você deixa de trocar alguma peça de duração pré-determinada, como por exemplo, a Correia Dentada, você está correndo um grande risco de acontecer problemas maiores e mais caros com o motor do seu carro. A pessoa economiza R$ 100,00 na manutenção preventiva e paga R$ 2.000,00 na manutenção corretiva. Parece loucura, mas acontece frequentemente.

Outro exemplo de manutenção preventiva é a troca de óleo e alguns filtros, esse tipo de gasto acontece de maneira repetitiva e podemos considera-lo como um custo fixo. Trata-se do mais importante procedimento de para melhorar a vida útil do motor do seu carro, bem como evitar que ele consuma mais combustível, entre outros danos que podem ocorrer caso não seja feito da maneira adequada.

O custo com manutenção do veículo é um dos itens que a maioria das pessoas não coloca no orçamento, por esse motivo acabam se endividando quando algum imprevisto acontece com o seu carro.

Para você que quer ter um planejamento financeiro adequado, é preciso saber que o seu carro vai precisar visitar a oficina, você está preparado financeiramente para isso? Em caso negativo, para onde você vai recorrer? Cheque Especial? Empréstimo? Mais um lembrete, carro é para te transportar de um lugar para o outro e não para te deixar mais pobre a cada dia.

Além dos gastos com a mecânica do seu veículo, temos os imprevistos de colisões. Para grandes colisões é preciso acionar o seguro e pagar a taxa da franquia, negociada no momento em que você contratar o seguro do seu automóvel. Para pequenas colisões é preciso fazer uma análise se vale a pena acionar o seguro ou não. Veja a seguir os modelos dos veículos que possuem um menor custo de manutenção para pequenas colisões:

Seguro

Quando o assunto é seguro de automóvel a maioria das pessoas opta por não contratar, menos de 30% da frota de veículos do Brasil está segurada. Neste artigo vamos considerar o custo total de um veiculo incluindo a contratação do seguro apesar de sabermos que o Brasil é segundo país do mundo no ranking de preço.

Trata-se de uma proteção do seu patrimônio, onde muitas pessoas arruínam seu planejamento financeiro por perder um carro, existem muitos casos em que a pessoa financia o carro e quando ele é roubado é preciso pagar todas as parcelas sem ter o bem. É preciso pensar em todas as possibilidades que possa acontecer com seu veículo, para não atrapalhar as outras áreas da sua vida.

Combustível

O combustível do Brasil é o 4º mais caro do mundo, ficando atrás do Reino Unido, Alemanha e Japão. Estima-se que em média o brasileiro percorre 15.000 km com seu carro por ano, isso vai nos mostrar um preço aproximado gasto em combustível, considerando que cada carro possui uma autonomia diferente uma da outra, vamos mostrar os cálculos com o combustível gasolina para todos os exemplos. A autonomia dos veículos foi retirada do site do Inmetro e utilizamos o preço do litro da gasolina de R$ 3,65

Financiamento

Como esse é um site de educação financeira, não aconselhamos ninguém a comprar o seu carro financiado, a não ser que você precise do carro para gerar renda ou para outro motivo muito importante que faça você precisar do carro. As taxas de juros para financiamento de carro no Brasil são altíssimas, estamos calculando a 2,5% ao mês, que é a média praticada hoje no Brasil.

Uma dica para quem não tem outra saída e precisa financiar é procurar linhas de crédito com “taxa zero”. Geralmente não é exatamente zero, pois há cobrança de taxa de contrato e IOF, mas é muito mais vantajoso do que pagar 2,5 % ao mês ou até mais. Tem também as cartas de consorcio, onde você paga uma taxa de administração e geralmente sai bem mais barato do que financiar.

Acima vimos os principais gastos que um carro pode ter no decorrer do ano, abaixo vamos calcular na pratica e fazer um comparativo para uma tomada de decisão mais inteligente financeiramente e menos emocional possível. Analise o gráfico a seguir para identificar o quanto você precisa ganhar para comprar o carro dos sonhos:

Agora chegou o momento de interpretar os dados para saber qual é a melhor opção para a sua necessidade. Perceba que aquela história de que carro novo é mais vantajoso por economizar na manutenção é totalmente furada quando você coloca em uma planilha comparando o carro novo com o carro usado.

O gasto com manutenção é realmente mais baixo quando o carro está nos dois primeiros anos de uso e aumenta conforme suas peças vão ficando mais velhas, mas como observamos na planilha esse tipo de gasto representa aproximadamente apenas 15% do valor total gasto por ano com um veiculo, sem considerar o financiamento.

Pra quem financia um Gol 1.0 Zero km, o custo real mensal é de aproximadamente R$ 2.094,49 para possuir um dos carros mais baratos do Brasil. Achou assustador? É de arrepiar mesmo. Dependendo da sua renda mensal, é praticamente impossível manter um carro “popular” aqui no Brasil, mas a maioria das pessoas não fazem essas contas e por isso vão se endividando.

Se o indivíduo possui uma renda familiar de R$ 5.000,00 mensais, possuir um carro citado no exemplo acima representa 41,89% de sua renda, agora você vai parar de ler por um instante e pensar que ainda tem aluguel, mercado, água, luz, telefone, internet, mensalidade da escola, roupas, seguro de vida, farmácia, cuidados pessoais… CHEGA!

Você deve estar se perguntando se a sua vida se resume em pagar contas. Se você continuar com a mentalidade que precisa tem um carro bacana em sua garagem mesmo não possuindo um salário compatível para isso a resposta é: Sim, sua vida se resume em pagar contas! Para que você entenda melhor, vou te explicar em números o que seria possuir um salário compatível para ter um Gol 1.0 Zero KM.

Vamos considerar que no seu orçamento familiar um percentual saudável para destinar ao transporte seria de 15% do seu rendimento mensal, se esse rendimento mensal familiar for de R$ 5.000,00 conforme citado acima, o valor máximo que você poderia gastar com seu carro seria de R$ 750,00 mensais, encaixaria nos cálculos do Gol com 5 anos de uso sem utilizar financiamento.

Isso significa que é preciso rever o carro que você possui em sua garagem, se ele é financiado ou está quitado para não comprometer o seu orçamento familiar, bem como evitar que o carro te deixe mais pobre, ou faça com que você fique estagnado financeiramente. Tirando a parcela do financiamento Gol 1.0 Zero km, ficaremos com um gasto mensal de R$ 1.009,50, ou seja, acima dos 15% do seu orçamento destinado ao transporte.

Já entendemos que financiar um carro nessas condições não é um bom negócio, mas não leve ao pé da letra, algumas pessoas utilizam o carro como instrumento de trabalho, onde precisam do veículo para obter rendimentos, neste caso, pode ser considerado um investimento se o carro traz retornos financeiros.

Caso você possua o dinheiro à vista para comprar um veículo, você não pagará as parcelas do financiamento, e consequentemente irá sobrar mais dinheiro para os demais gastos do seu orçamento, porém é preciso calcular o custo de oportunidade que este dinheiro que você desembolsou para adquirir o veículo.

Custo de Oportunidade

Custo de oportunidade é o quanto você está deixando de ganhar se esse dinheiro estivesse em outro lugar, como por exemplo, em uma aplicação conservadora como o Tesouro Direto, que possui rendimentos acima da inflação e seu dinheiro não perde valor, como acontece na poupança.

Veja no quadro abaixo uma simulação feita no site do Tesouro Direto onde o valor do carro foi investido para calcular o retorno estimado:

Você está percebendo a importância de fazer escolhas inteligentes financeiramente na hora de escolher qual vai será seu meio de transporte principal?

Temos um material completo sobre o Tesouro Direto neste E-book onde você vai aprender como é simples sair da poupança e obter ótimos rendimentos com plena segurança. Deixe seu e-mail e receba gratuitamente.










Como você pode observar, se você não tivesse gastado seu todo seu dinheiro comprando um carro à vista obteria um rendimento líquido de R$ 3.666,27. Esse valor deve ser adicionado na conta de despesas do seu orçamento do carro, pois você deixou de ganhar esse rendimento. Fazendo as contas, tirando o valor do financiamento e adicionando o custo de oportunidade, temos um valor mensal gasto com um Gol 1.0 0 km de R$ 1.315,02.

Chegamos à conclusão que para possuir um carro Gol 1.0 Zero Km, é preciso ter uma renda liquida mensal de no mínimo R$ 8.766,80. Já para quem optou por financiar é preciso ter uma renda liquida mensal de no mínimo R$ 13.963,27.

Esse é o momento que você me chama de louco, sei que muitas pessoas que estão lendo esse artigo tem um carro igual ou melhor que o exemplo e uma renda inferior a mencionada no parágrafo acima. Peço para que vá até o seu orçamento familiar e calcule qual o percentual está sendo direcionado ao transporte, isso está de deixando mais rico ou mais pobre? É possível abrir mão de certo conforto e status em benefício da construção do seu patrimônio?

Se você não tem um orçamento familiar, não faz planilhas, não utiliza aplicativo é hora de começar. Começar não significa fazer algumas contas e depois abandonar, é preciso criar o hábito diário de trabalhar no seu financeiro, mesmo que seja alguns minutos por dia. Para te ajudar, peço que coloque o seu melhor e-mail aqui para receber as novidades do Blog Investir & Ganhar Dinheiro de forma rápida e gratuita.










Olhando para os números, temos um cenário em que o indivíduo 1 compra o carro com capital próprio e outro cenário em que o indivíduo 2 compra o carro através de financiamento, os gastos mensais totalizam um valor de R$ 1.009.50 e R$ 2.094,49 respectivamente.

Vamos imaginar um cenário onde o individuo 1, em vez de adquirir um carro, tem em suas mãos, R$ 1.305,20 por mês para gastar com transporte, o que poderia ser feito com esse dinheiro?

Conseguiria se locomover para ir ao trabalho? Que tal fazer alguns trajetos de bike? Como é o transporte público da sua cidade? Tem Uber? Você mora perto ou longe do trabalho? Poderia comprar uma moto de baixo valor para rápidas locomoções e utilizar taxi em dias de chuva?

Note que este artigo não é uma receita de bolo, onde falamos, compra esse carro, ou venda o carro. Trata-se de questionamentos onde você vai fazer uma reflexão adaptado a sua realidade. Cada ser humano possui a sua particularidade e não podemos decidir por você.

No cenário do indivíduo 2 aplicamos o mesmo exemplo, porém com um valor de R$ 2.094,49 mensais para gastar com transporte, o que poderia ser feito com esse dinheiro? Se você chamasse um taxi todos os dias que precisasse se locomover, quanto você gastaria? Pense na possibilidade de alugar um carro em viagens eventuais e tire suas próprias conclusões.

Há casos que vale a pena ter um carro e há casos que não. Se uma pessoa utiliza o carro esporadicamente, não é viável manter um carro na garagem, pois mesmo com o carro parado, sem consumo de combustível e minimizando o custo com manutenção, temos a depreciação, IPVA, licenciamento, seguro e o custo de oportunidade.

O seu dinheiro poderia estar aplicado conforme o exemplo do Tesouro Direto e você poderia andar de taxi, com isso você leva de brinde maior segurança e otimização do seu tempo, não precisando dirigir, podendo estudar educação financeira, por exemplo, enquanto o motorista do taxi te leva ao seu destino.

Quando eu tomei a decisão de não trocar de carro pela primeira vez, foi um processo demorado e uma ideia difícil de engolir. Meu primeiro carro foi adquirido via consórcio, onde eu não via a hora de terminar de pagar para comprar um novo carro, obviamente mais caro, então eu ficava pesquisando e sempre desejando possuir um bem que estava acima da minha realidade financeira.

É claro que eu poderia financiar, comprar e andar com um “carrão” e consequentemente elevar o meu status perante a sociedade. Mas a educação financeira não me permitiu fazer isso, terminei de pagar o veiculo e continuei com o mesmo carro, um pouco mais velho do que eu desejava na época, porém satisfazia minhas necessidades, pois eu precisava do veiculo para trabalhar diariamente.

Quero que reflita sobre as seguintes perguntas:

  • Como você quer estar daqui a 5, 10 e 30 anos?

Se você continuar gastando toda essa fortuna em um bem material caro como o carro é provável que não sairá do lugar financeiramente, irá mostrar para a sociedade que você é bem-sucedido mas não possui uma reserva financeira em caso de emergência e muito menos uma aplicação financeira considerável. Veja no exemplo abaixo que vale a pena se privar de alguns prazeres imediatos para garantir uma recompensa maior no futuro.

O Teste do Marshmallow

O teste do marshmallow nos ensina que pessoas que abrem mão de um prazer imediato para receber um adicional no futuro são mais bem sucedidas do que as pessoas que consomem tudo o que tem e não pensam no futuro.

  • Você já pensou na sua aposentadoria?

Se ao invés de gastar R$ 2.094,49 reais mensais por mês com um carro na garagem financiado, você utilizasse outros meios de se locomover e reduzisse 50% desse gasto, poderia aplicar R$ 1.030,97 todo mês, aumentando seu patrimônio utilizando o juro composto a seu favor.

Nós cuidamos muito da nossa autoimagem, mas quando dedicamos mais tempo e dinheiro para mostrar para as pessoas que somos mais do que realmente somos, entramos na decadência financeira e emocional. Quem você está tentando impressionar? Seu vizinho? Melhor amigo? Colega de trabalho? Saiba que isso não vai te levar a lugar algum.

Carro por assinatura

Você já ouviu falar em carro por assinatura? É isso mesmo, da mesma forma que você assina uma revista ou plano de TV a cabo, você pode contratar uma assinatura de carro e não se preocupar com nenhum outro gasto, a não ser a mensalidade e ainda pegar o dinheiro que você tem e aplicar no Tesouro Direto ou em Ações.

Conforme a imagem acima, fiz uma simulação e constatei que o custo mensal para assinar um carro é praticamente o mesmo que comprar, considerando todos os gastos, inclusive o de custo de oportunidade.

GOL 1.0 0KM NOVO KA 0KM
COMPRAR ASSINAR
 R$ 1.315,00  R$ 1.390,00

Trata-se de um mercado que está nascendo agora no Brasil e ainda tem muito para crescer. É o momento de buscarmos novas alternativas para fugir dos altos preços praticados pelo mercado. É preciso muita criatividade para diminuir o tempo para você alcançar seu maior objetivo financeiro.

Leilão

Outra forma de comprar carros com valores mais baixos é através de leilões. É preciso se dedicar para procurar a melhor oportunidade, bem como tomar cuidado para não entrar em ciladas. Há possibilidade de comprar carros até 40% mais barato em alguns casos.

Quando você tiver patrimônio suficiente para poder adquirir um bom carro de luxo, compre com prazer, pois você conquistou e merece isso. O carro é um grande vilão do nosso orçamento e temos que perceber o seu grau de importância antes que seja tarde demais.

Depois que você acostuma com determinado padrão de vida é extremamente difícil recuar e mudar os hábitos. As verdadeiras pessoas ricas não ligam para esse tipo de prazer que o carro proporciona quando estão formando seu patrimônio.

O livro Sonho Grande, que conta a história do homem mais rico do Brasil, Jorge Paulo Lemman parou em um posto de combustível para abastecer e havia um assaltante. Paulo já possuía um patrimônio consideravelmente alto na época, mas como andava com um Passat meia boca, não foi abordado pelo assaltante, que não deu a mínima importância devido ao fato de ser um carro comum.

Se você acha que a sua vida financeira está estagnada e não vê grandes chances de ficar rico logo, é preciso que tome atitudes diferentes para atingir resultados diferentes, Se você quer que suas finanças tome outro rumo, primeiramente mude suas atitudes, é exatamente o que o site Investir & Ganhar Dinheiro propõe para você, viver uma vida real e não ilusória, dar valor as coisas importantes da sua vida, como família e amigos e quando tiver a real capacidade financeira, comprar o carro dos sonhos.

Não deixe que um sonho imediato atrapalhe outros sonhos da sua vida, andar com um carro um pouco inferior ao que você está acostumado, talvez signifique pagar uma boa escola para o seu filho, fazer uma aula de musica, praticar um esporte preferido, ter liberdade financeira, ter liberdade geográfica, possuir reserva financeira, pagar um plano de saúde para sua família, ter aquele dinheiro guardado para abrir um negócio e virar patrão de si mesmo, enfim, queremos que sua vida seja repleta de realizações que realmente importam para sua vida.

Se você gostou do artigo, deixe seu comentário para sabermos se estamos agregando valor para sua vida. Quanto mais pessoas tomarem conhecimento deste grande vilão do orçamento financeiro, viveremos em um mundo onde as pessoas são o que são e não o que aparentam ser. Compartilhe essa ideia! Grande Abraço.

Obtenha a sua independência financeira! 

4 Comentários

  1. Muito boa a matéria, acho um absurdo o valor dos carros nacionais e ultimamente ter um carro está dando muitos gastos, aderindo a ideia de vendê-lo e comprar uma bike.
    Valeu.

  2. Excelente artigo, Fernando Serrilho.
    Texto direcionador e muito rico em soluções não apontadas pelas mídias digitais.

    Parabéns!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *